Blog do Victão

Uma vitória para dar tranquilidade ao Cruzeiro. Chegou o momento de Pottker esquentar o banco

William Pottker não começou bem a temporada 2021 (Gustavo Aleixo/Cruzeiro)

Um triunfo fácil. É melhor maneira para descrever a vitória do Cruzeiro sobre a URT, por 2 a 0, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas. É verdade que os gols de Manoel e Marcinho saíram somente no segundo tempo, sendo o último deles nos acréscimos.

Mas o Cruzeiro foi melhor do que o adversário o tempo inteiro. A primeira vitória sobre o comando de Felipe Conceição, depois do empate na estreia e da derrota na rodada anterior, vai dar uma tranquilidade que estava faltando.

Tranquilidade essa que faltou para definir várias jogadas ofensivas criadas em mais de 90 minutos de jogo. Era para ser uma vitória até por mais gols de diferença, pois o jogo foi sem muito desafio. A URT não ameaçou a meta defendida por Fábio em nenhum momento.

Manoel marcou o primeiro gol do Cruzeiro diante da URT (Gustavo Aleixo/Cruzeiro)

Longe de ser uma exibição de encher os olhos. Mas o suficiente para mostrar algumas coisas. Como a melhora do time depois da saída de William Pottker. Não dá para dizer que um jogador que já foi artilheiro do Brasileirão seja ruim. Mas, definitivamente, o camisa 11 do Cruzeiro não vive uma boa fase.

Airton foi bem. Bruno José também foi bem. São duas opções que merecem mais minutos do que Pottker, que não vem bem desde o ano passado. E nada impende que um período fora do time titular seja bom para que o camisa 11 se recupere.

Sempre é bom lembrar que o Mineiro é para isso. O Cruzeiro tem de aproveitar esses jogos contra times do interior para ajustar a equipe. A Raposa não pode esquecer jamais que a meta é subir no fim do ano.

Pausa no Mineiro e foco na Copa do Brasil

A confiança de vencer a primeira partida na temporada chegou num momento importante. Nesta semana o Cruzeiro dá uma pausa no Campeonato Mineiro, pois o foco é na Copa do Brasil.

Na quinta-feira tem o jogo com o São Raimundo, em Roraima. A Raposa vai receber R$ 1,15 milhão por disputar a primeira fase. Avançar no torneio significa mais R$ 1,35 milhão nos cofres do clube. É muita coisa para quem vive um momento financeiro bastante caótico.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.