Blog do Victão

Noite perfeita para o Atlético. Finalista da Copa do Brasil e no sábado vai enfrentar um Flamengo destroçado fisicamente e emocionalmente

Diego Costa fez um dos gols do Atlético (Pedro Souza/Atlético)

Pode confessar, atleticano. Na noite desta quarta-feira você dividiu a atenção entre o jogo com o Fortaleza e a outra semifinal da Copa do Brasil. Flamengo e Athletico-PR se enfrentaram no Maracanã, no mesmo horário do duelo no Castelão. Seja com duas telas ou então com o controle remoto frenético, pois a situação do Galo já estava resolvida. Foi fácil acompanhar também a partida do Rio de Janeiro. E deu bom. Deu muito bom. Foi uma noite perfeita.

Como venceu por 4 a 0 na ida, o Atlético se deu ao luxo de poupar sete titulares. Mas entre os “reservas” escalados por Cuca estavam nomes como Diego Costa e Eduardo Vargas. A força do elenco alvinegro se fez valer mais uma vez. Novo triunfo, agora por 2 a 1, e o Galo está na final da Copa do Brasil pela terceira vez nas últimas oito edições.

Ao mesmo tempo que via uma partida segura no Castelão, já que em nenhum momento o Fortaleza conseguiu ameaçar a enorme vantagem construída pelo Galo no Mineirão, o atleticano secava o Flamengo. A torcida nem era tanto pela eliminação do clube carioca, embora muitos comemoraram o feito do Furacão. O desejo era mesmo para que o time de Renato Gaúcho se desgastasse o máximo possível. Pois no sábado o Atlético vai até o Maracanã para enfrentar o Flamengo. Num jogo que pode abrir a contagem regressiva para o título.

E deu tudo certo. Enquanto o Atlético apenas cumpriu tabela e até deu ritmo para alguns jogadores que há muito não apareciam em campo, o Flamengo deixou a Copa do Brasil da pior maneira possível. Levou 3 a 0 dentro de casa, está com o time destroçado fisicamente e mentalmente e, para o sábado, não vai ter mais o apoio irrestrito da torcida. O coro para Renato Gaúcho nos momentos finais da partida é o resumo do momento flamenguista.

Galo mais forte no Brasileirão

Por mais que sejam competições diferentes, Copa do Brasil, Libertadores e Brasileirão estão diretamente ligados. O resultado de um torneio interfere totalmente em outro. Tanto para o bem, quanto para o mal. A rodada desta quarta, de semifinal da Copa do Brasil, deixou o Atlético ainda mais forte na corrida pelo título do Brasileirão.

O Galo deixa o Ceará sem nenhum arranhão sequer. A confiança está cada vez mais em alta e o time vai chegar fisicamente inteiro para o duelo que é tido para alguns como a “final” do Brasileirão.

Sem contar que a decisão da Copa do Brasil está marcada somente para dezembro, depois do encerramento do Brasileiro. Ou seja, a partir de agora é foco total na busca pelo título que não vai para a sede de Lourdes há 50 anos.

Do outro lado está um Flamengo que ainda tem ótimos jogadores, mas que já não tem a confiança em alta, convive com lesões e teve um jogo desgastante nesta quarta-feira. É claro que cada jogo tem sua história, mas o Galo vai como favorito para o duelo de sábado, no Maracanã.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments