Blog do Victão

Matheus Mendes é a boa notícia para o Atlético que está na final: “o moleque é um monstro”

Matheus Mendes é tratado como uma grande joia dentro do Atlético (Pedro Souza/Atlético)

Desde 2007 o Atlético esteve em todas as finais do Campeonato Mineiro. Não será em 2021 que o Galo ficará fora da decisão. Numa semifinal definida desde a marcação do jogo de ida para o Independência, a equipe alvinegra teve uma vitória protocolar sobre o Tombense.

Fez 3 a 0 sem muito esforço e poderia até ter feito mais, afinal foi visitante jogando dentro de casa. O jogo estava tão fácil que em certo momento o Galo parece ter se desconcentrado. Tchê Tchê falhou, novamente, e Everson fez um pênalti e foi expulso.

O jovem Matheus Mendes entrou “só” com um pênalti contra. Mas ele conseguiu defender. Matheus pegou a cobrança de Keké, o artilheiro do Mineiro, e ainda foi muito bem no rebote. Manteve o 3 a 0.

Não é apenas por pegar um pênalti logo após sair do banco de reservas que faz de Matheus Mendes uma grande notícia para o Atlético. O goleiro é bastante elogiado desde a época da base. Foi emprestado ao CSA, para a disputa da Série B do ano passado, e se destacou. Esteve na mira do Juventude, que vai jogar a Série A, mas não foi liberado.

Aos 22 anos, com 1,94m de altura e já com alguma experiência como profissional, Matheus Mendes vai confirmando tudo aquilo que se fala dele desde a base. Uma baita sombra para Everson. Com a lesão de Rafael, o titular poderia receber uma folga nas cobranças. Mas certamente não será assim, afinal Matheus já virou xodó.

Everson caminhava para o vestiário após a expulsão e viu o companheiro defender o pênalti: “o moleque é monstro”, disse o titular da meta atleticana em relato feito pelo repórter Roger Casé, no Canal Premiere. Eles treinam juntos quase todos os dias. Portanto, Everson sabe bem o que falou.

Hulk marcou como Hulk

Há uma semana Hulk reclamou da falta de sequência de jogos. Em campo ele deu a resposta. Três gols, uma assistência e um pênalti sofrido nas duas partidas seguintes. O gol diante do Tombense foi um golaço. Um chute daqueles, do meio da rua, como Hulk fez aos montes nas passagens pelo futebol português e russo. Um gol de Hulk.

Inversão de mando tirou a disputa

O Atlético entrou para disputa com todo o favoritismo do mundo diante do Tombense. Se a equipe de Tombos tinha alguma chance, essa chance acabou quando as duas partidas foram marcadas para Belo Horizonte. O Galo já tinha a vantagem que ficou ainda maior. Pode perder por até três gols de diferença que estará na final do Mineiro.

Sabe quando vai acontecer de o Atlético levar 4 a 0 do Tombense? Pois é.

Para aqueles que minimizam a inversão de mando alegando que não tem torcida no estádio, sugiro que o Atlético abra mão do mando dos confrontos com Flamengo e Palmeiras, no Brasileiro. Dois jogos no Maracanã e dois no Allianz Parque. Que tal?

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments

Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Moacir Schmidt

Como alguem que fala tanta bobagem consegue ser colunista do uai?

Alex Monerat

Como um colunista como este não conhece o regulamento do campeonato …. assinado por todos os times antes mesmo de começar a disputa ….. a semi , seria disputada em estádios que pudessem receber o ( VAR ) se o estádio deste time não pode ele mesmo deve ter escolhido o outro estádio lá no começo do campeonato ….. agora vem colunistazinho bancar de defensor dos fracos e oprimidos .

Paulo Roberto

Parabéns pela coerência em todos seus comentários Victão, você é disparado o melhor do portal. Não ligue pra essas pessoas que criticam absolutamente de graça.

Fernando

O Tombense ano passado mandou a final do mineiro no Mineirão.
Parece que lucrou 500 mil reais com publicidade. Muito dinheiro.
Talvez a diretoria tenha pensado que valeu a pena e repetiu esse ano.
Claro que é melhor para o Atlético jogar em BH duas vezes, mas quem mandou o jogo pro independência foi a equipe de Tombos.
As vezes me parece, lendo essas crônicas, que o Atlético forçou o Tombense a mandar jogo em bh.

André Vale

O Galo não está na final. Ninguém disse isso. Tenha respeito pelo adversário e pelo regulamento. Está sim bem encaminhado. Abs