Blog do Victão

Lisca xingou, provocou e botou banca. Técnico do América foi quem virou o jogo diante do Cruzeiro

Lisca foi o grande nome do clássico entre Cruzeiro e América (Agência i7/Mineirão)

Lisca de Lorenzi é uma figura sem igual no futebol brasileiro. Tem uma personalidade forte, opina sem medo e tem um estilo que é oito ou oitenta: ou você ama de paixão ou você odeia. E o técnico do América fez o que sabe fazer de melhor no Mineirão e virou o jogo diante do Cruzeiro.

Sua equipe não estava bem. Perdia por 1 a 0 e chegou a ver o Cruzeiro abrir 2 a 0, num gol corretamente anulado com a intervenção do VAR. Neste momento o técnico já havia começado seu show. “Um metro impedido”, gritou Lisca em direção ao banco do Cruzeiro, no lance do gol celeste, corretamente validado, também com auxilio do VAR.

Mas Lisca foi muito além disso. O treinador do América irritou os cruzeirenses o tempo inteiro. Xingou, provocou e botou banca. Bateu boca com Fábio, encarou Rafael Sóbis e após a virada ele se voltou para o banco de reservas do Cruzeiro e a foto que ilustra o texto mostra o que ele fez.

Lisca não mudou apenas o time que dirige. O comandante do América foi capaz de tirar o Cruzeiro do jogo. A equipe de Felipe Conceição fazia um bom jogo, parecia que seria o vencedor do confronto desta tarde. Mas se perdeu após as provocações. Passou a sensação de que a Raposa se desconcentrou, perdeu o foco no jogo e mirou apenas o treinador adversário.

É preciso destacar também que as alterações feitas por Felipe Conceição não surtiram efeito. O desempenho dos reservas foi muito abaixo dos titulares. O que é preocupante.

Já Lisca foi destaque não só pelas provocações. Ele mostrou, mais uma vez, que também é um grande treinador. Suas alterações foram determinantes para a virada do América. O gol da vitória foi de Ademir, um atacante que entrou no lugar de um volante.

Com a vitória por 2 a 1 o América deu um passo importante para chegar à final. Pode perder por um gol de diferença que estará classificado. Mas ainda tem muita bola para rolar e o principal nome do clássico deste domingo está suspenso. Lisca recebeu o terceiro amarelo e está fora. Por isso, a disputa ainda está aberta.

Só que o Coelho vai ainda mais favorito para o duelo no Independência.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments