Blog do Victão

Enfim começou o ano: Atlético mostrou diante do Inter como o Mineiro não serve de parâmetro

Hulk fez os dois gols do Atlético na estreia do Brasileirão (Pedro Souza/Atlético)

O Atlético foi campeão mineiro com sobras. Liderou a primeira fase, venceu a Caldense duas vezes na semifinal e não deu chances ao Cruzeiro na final. Foram 12 vitórias em 14 partidas, com 31 gols marcados e apenas seis sofridos. Mesmo assim foi comum ver torcedores reclamando da postura do time em algumas partidas. A explicação? A motivação.

E isso ficou claro diante do Internacional, na rodada de abertura do Campeonato Brasileiro. Diante de um adversário tradicional e qualificado, o Atlético mostrou que a motivação é diferente. Uma coisa é jogar contra um clube da elite do futebol nacional. Outra coisa é jogar contra equipes semiamadoras e que não têm nem Série no Brasileirão.

Na vitória por 2 a 0, com gols de Hulk, o Atlético fez uma de suas melhores apresentações na temporada. Criou chances para vencer até por mais e pouco sofreu. É verdade que o Inter acertou uma bola na trave, num contra-ataque no segundo tempo, quando a partida estava 1 a 0. Mas foi o único momento real que a equipe gaúcha levou algum perigo. No mais, o Atlético sobrou em campo.

O ponto alto do Mineiro foi a final, o clássico entre Atlético x Cruzeiro, num jogo único. Parabéns para a Federação Mineira e para os filiados pela mudança. Mas o formato atual ainda está longe de ser o ideal para clubes da capital e também do interior. Que novas mudanças sejam feitas no Estadual, para que fique mais curto e atrativo. Para torcida, imprensa e, principalmente, os jogadores.

Já sobre o Atlético e o Brasileirão, aconteceu o que era o esperado. O Galo é um dos candidatos ao título e fez valer sua superioridade. Com a qualidade que tem e com motivação para jogar, é um time difícil de ser batido.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments

Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Teobaldo

Bom retorno para você, Victão, mas a final em jogo único sem nenhum tipo de vantagem ao time de melhor campanha só teve como objetivo prejudicar o Atlético numa tentativa medíocre de equilibrar a disputa nivelando-a por baixo. Outro detalhe: impedir que Atlethic e Caldense jogassem em seus estádios foi uma atitude asquerosa. Não tem condição de instalar o VAR? Joguem sem VAR! Não tem iluminação? Joguem às 15h ou às 11h.