Blog do Victão

Confiança, CRB… O Cruzeiro faz com que todo adversário pareça bom e que todo jogo seja difícil

O Cruzeiro já tem duas derrotas em dois jogos na Série B (Agência i7/Mineirão)

Um início de Série B desanimador e bastante preocupante para o Cruzeiro, com duas derrotas nas duas primeiras rodadas. Primeiro para o Confiança, por 3 a 1, fora de casa, e neste domingo para o CRB, por 4 a 3, no Mineirão. Um joga bastante animado para quem estava acompanhando sem nenhum compromisso. Mas não para o cruzeirense, que não acreditava no que estava assistindo.

O CRB não deve ir além de um meio de tabela na Série B. Mas por um determinado momento jogou como um dos times mais fortes da competição. A equipe de Alagoas tocou a bola com tranquilidade, especialmente na saída de bola. O Cruzeiro faz com que qualquer adversário pareça bom. E isso não foi muito diferente dos jogos anteriores. Com o Confiança um pouco menos, até pelas duas expulsões. Mas o time sergipano não sofreu quando estava 11 contra 11. E é uma equipe que vai brigar apenas para não ser rebaixada.

Foi assim também contra a Juazeirense, um clube da Série D do Campeonato Brasileiro, no primeiro duelo pela Copa do Brasil.

Em resumo: não importa o adversário, todos parecem bons e todas partidas são difíceis para o Cruzeiro. Nas próximas cinco rodadas a Raposa vai jogar com Goiás (casa), Ponte Preta (fora), Operário (fora), Vasco (casa) e CSA (fora). Depois do início ruim, o cruzeirense olha com desanimo para a tabela da Série B e já espera por jogos complicados.

O Cruzeiro do técnico Felipe Conceição até que consegue chegar muitas vezes. Mas não aproveita, não cria oportunidades, não incomoda. Falta qualidade para concluir. Falta paciência. Falta muita coisa para que os jogos da Série B sejam menos sofridos do que são, desde o ano passado. Mas assim como chega com certa facilidade, também não é nada difícil finalizar contra a meta celeste. Seja por falhas individuais, que estão acontecendo aos montes, ou pela facilidade para trocar passes no campo defensivo do Cruzeiro. O quarto gol do CRB, um golaço, foi assim. O time alagoano trocou passes com tranquilidade até a finalização. Sempre com bastante espaço.

Ficar na Série B por mais uma temporada não é uma opção para o Cruzeiro. É uma questão de sobrevivência. Mas será preciso melhorar bastante. Com o que apresentou até agora em 2021, a Raposa ainda não é candidata ao acesso. Restam 36 rodadas para o encerramento do Brasileiro e algo precisa ser feito para que o final desta temporada não seja como foi o fim da última.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Opinião

All Comments