Blog do Victão

Villa Nova luta contra o seu fim. Clube pede um time emprestado ao Coimbra para poder jogar

O Villa Nova tem tem uma torcida apaixonada e presente (Reprodução/Instagram Villa Nova)

O centenário Villa Nova Atlético Clube é um dos mais tradicionais times de futebol de Minas Gerais. Mais antigo do que América e Cruzeiro, o Leão tem na sua galeria de conquistas cinco troféus do Mineiro e uma Série B do Brasileiro. Um clube que por certo momento fazia clássicos com Galo, Coelho e Raposa.

Mas isso ficou num passado distante. O Villa Nova atual está mais perto do fim do que de retomar os dias de glória. Sem o aporte anual da prefeitura de Nova Lima, que a cada temporada injetava mais de R$ 2 milhões no clube, a diretoria do Leão não tem recursos nem sequer para os custos correntes, quanto mais para montar um time de futebol.

Rebaixado no Mineiro do ano passado, o Villa Nova está no Módulo 2, equivalente à segunda divisão estadual. A competição tem início previsto para os primeiros dias de julho. Enquanto os concorrentes já se preparam, o Leão do Bonfim não sabe ainda nem se vai ter um time.

O clube esteve perto de fechar uma parceria com o Supermercado BH. Mas a negociação não avançou e o dinheiro que salvaria o Villa Nova não chegou. Uma possibilidade que surgiu nas últimas horas foi recorrer ao Coimbra, que terminou a edição 2021 do Mineiro na lanterna e estará no Módulo 2 na próxima temporada (2022).

A equipe de Contagem pertence ao bmg. Embora não tenha um calendário anual repleto de jogos, mantém seus atletas treinando, mesmo sem competições. Por isso o Villa recorreu ao Coimbra e pediu um time emprestado para poder jogar o Módulo 2.

O fato é que sem uma rápida solução o Villa pode não entrar em campo em 2021. E, se isso acontecer, sabe-se lá quando acontecerá novamente.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Notícias

All Comments