Blog do Victão

Um ano sem o clássico mineiro. Intervalo atual é o terceiro maior em 100 anos de rivalidade

Deu Atlético no último clássico com o Cruzeiro, em março de 2020 (Bruno Cantini/Atlético)

No dia 7 de março de 2020 o Atlético foi mandante no clássico com o Cruzeiro, válido pela 8ª rodada do Campeonato Mineiro. Com um gol de Otero, no último lance da partida, o Galo venceu por 2 a 1, tirou o rival do G4 e assumiu a vice-liderança provisória.

O que não se imaginava na naquela noite de sábado é que os grandes rivais mineiros ficariam mais de um ano sem se enfrentar. O Cruzeiro não chegou à semifinal daquela edição do Mineiro e fez com que 2020 tivesse apenas um clássico, já que a Raposa disputou a Série B. Além disso, a pandemia causada pelo novo coronavírus afetou os calendários de duas temporadas: 2020 e 2021.

Quase um ano e dois meses sem Atlético x Cruzeiro ou Cruzeiro x Atlético, seja qual for a sua preferência. O próximo confronto está marcado para 4 de abril, pela 9ª rodada do Mineiro. O que dá ao intervalo de 2020 e 2021 o terceiro maior na rivalidade que completará 100 anos no próximo mês.

O primeiro clássico foi disputado em 17 de abril de 1921. O recém fundado Palestra Itália fez 3 a 0 no Atlético. Desde então foram mais de 500 jogos nas contas atleticanas e quase 500 nos números celestes. E o maior intervalo registrado é da década de 1920.

E aí entra uma nova divergência. Para o Atlético foram quatro anos sem duelos com o Cruzeiro, então Palestra Itália. Entre 1923 e 1927. O Galo não conta um confronto de 1925, como faz a Raposa. Neste caso seriam dois anos e um mês sem o grande clássico mineiro. O jogo de 1925 terminou 5 a 3 para o Palestra Itália, de acordo com os registros cruzeirenses.

O segundo maior período sem Cruzeiro x Atlético ou Atlético x Cruzeiro foi entre abril de 1926 e agosto de 1927. Portanto, um ano quatro meses.

Intervalo superior a um ano não acontecia desde 93

Um ano e 20 dias. Esse foi o intervalo do clássico entre 1992 e 1933, entre o duelo vencido pelo Galo pelo Brasileiro de 92, por 2 a 0, e o triunfo da Raposa pelo Mineiro de 93, por 2 a 1. Desde então os rivais não ficaram mais de um ano sem se enfrentar até a temporada atual.

Em 1992 o Mineiro foi disputado no segundo semestre, com 24 clubes. As equipes foram divididas em três grupos com oito times cada. Os quatro melhores avançaram, formando grupos de quatro clubes cada. Nesta segunda fase, apenas o melhor de cada chave seguia na competição. Sempre com Raposa e Galo em grupos diferentes.

As semifinais foram disputadas por Cruzeiro x Rio Branco e Atlético x América. Como o Coelho eliminou o Galo e fez a decisão com a Raposa, que terminou com o título, o grande clássico mineiro ficou mais de um ano sem ser realizado.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments