Blog do Victão

Trocas de técnicos custaram mais de R$ 5 milhões ao Cruzeiro desde 2019, fora os salários

Cruzeiro pagou R$ 100 mil ao Guarani e pode regularizar Felipe Conceição (Bruno Haddad/Cruzeiro)

Finalmente o Cruzeiro pagou R$ 100 mil ao Guarani e vai poder inscrever o técnico Felipe Conceição no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF, como informou o repórter Venê Casagrande, do O Dia. Assim, o treinador vai ter condição legal de ficar no banco de reservas no duelo com o Uberlândia, neste sábado (27), às 16h30, no Parque do Sabiá, pela 1ª rodada do Campeonato Mineiro.

Leia também: Ariel Cabral não vai seguir no Goiás. Volante volta ao Cruzeiro e tem contrato até dezembro de 2021

O valor pago ao clube de Campinas é referente à multa de quebra do contrato de Felipe Conceição, que tinha vínculo com o Guarani, quando decidiu aceitar a proposta da Raposa. A quantia é até pequena diante do volume de dinheiro que o futebol movimenta atualmente. No entanto, especificamente no caso do Cruzeiro, é mais um pouco que se soma ao montante que o clube gastou com as recentes trocas de treinadores.

Desde 2019, quando interrompeu o longevo trabalho de Mano Menezes, a Raposa contratou e demitiu outros seis técnicos. Felipe Conceição é o sétimo a chegar à Toca da Raposa desde julho de 2019. Todas essas mudanças fizeram o Cruzeiro gastar mais de R$ 5 milhões com dois tipos de multas: para tirar o treinador do clube em que estava e para demitir o treinador.

Nesse período, apenas Abel Braga e Luiz Felipe Scolari não fizeram o Cruzeiro gastar com multas. Vale ressaltar que Felipão entrou em acordo com a Raposa, já que ele teria direito a receber R$ 10 milhões caso fosse demitido, mas entendeu que era momento de cada um seguir seu caminho.

Veja mais: Cruzeiro oferece Marcelo Moreno no mercado. Clube assumiu salário de forma integral em 2021

Do Mano até Felipe Conceição, passando por Rogério Ceni, Adilson Batista e Ney Franco. As trocas no comando técnico custaram cerca de R$ 5,2 milhões ao Cruzeiro. Essa soma não inclui salários, impostos e prêmios. É apenas com o pagamento de multas, seja para chegar ou para sair.

Veja abaixo quanto custaram as chegadas e as saídas dos técnicos do Cruzeiro.

Mano Menezes
Multa rescisória – R$ 1,350 milhão

Rogério Ceni
Multa Fortaleza – R$ 900 mil
Multa rescisória – R$ 1,8 milhão

Adilson Batista
Multa rescisória – R$ 500 mil

Enderson Moreira
Multa Ceará – R$ 250 mil
Multa rescisória – R$ 350 mil

Ney Franco
Multa rescisória – R$ 170 mil

Felipe Conceição
Multa Guarani – R$ 100 mil

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments