Blog do Victão

Tirar diferença de 11 pontos em 15 jogos para subir: já teve quem conseguiu fazer a missão do Cruzeiro na Série B

Tarefa do Cruzeiro na Série B é muito difícil, mas não impossível (Bruno Haddad/Cruzeiro)

A possibilidade de o Cruzeiro disputar a Série A em 2022 é de apenas 1,9%, de acordo com o site Probabilidades no Futebol. A chance é muito pequena e não é por menos. Embora tenha de jogos de invencibilidade e tenha conquistado 16 dos 24 pontos disputados desde a chegada de Vanderlei Luxemburgo, a Raposa está 11 pontos atrás do CRB, o quarto colocado. E restam somente 15 rodadas para o término da Série B.

Embora seja muito difícil conseguir tirar tamanha diferença, além de superar outros oito clubes, que estão entre o Cruzeiro e o G4, não é impossível. Já teve quem conseguiu esse feito na Segunda Divisão. Foi o Figueirense, em 2013.

A equipe catarinense somava 30 pontos na 23ª rodada e ocupava a 11ª colocação. Naquele momento o acesso parecia algo fora de cogitação para o Figueirense, que estava 11 pontos atrás do Joinville, o então quarto colocado. Mas não é que o Figueira subiu? Nas 15 rodadas finais o time de Florianópolis conquistou 30 dos 45 pontos que disputou e terminou a Série B na quarta colocação, com 60 pontos. Já o Joinville terminou com 59 pontos, assim como os cearenses Icasa e Ceará.

O feito do Figueirense em 2013 não torna da missão cruzeirense em 2021 menos difícil, como também não algo comum na Série B (aconteceu uma vez em 15 edições disputadas por pontos corridos). Tamanha reação é rara, mas já aconteceu. Então, por mais difícil que pareça, o Cruzeiro tem seguir lutando enquanto há possibilidade.

O Avaí também serve de exemplo

E não é apenas um clube de Santa Catarina que pode servir de inspiração para o Cruzeiro. Além do Figueirense, o Avaí também já conseguiu uma reação impressionante na Série B. Foi em 2016. Depois de um primeiro turno ruim, com apenas 23 pontos conquistados, o Leão mudou totalmente na segunda parte da competição e somou mais 43 pontos, terminado com o vice-campeonato.

Destaque para as 15 rodadas finais, quando o Avaí venceu 11 vezes, empatou outras três e perdeu apenas uma vez. Foram 36 pontos conquistados em 45 possíveis, mais ou menos o que o Cruzeiro precisa fazer de agora em diante.

Apesar da reação do Avaí impressionar pela quantidade de pontos conquistados, em termos de distância para o G4 a situação era melhor do que a do rival Figueirense. Na 23ª rodada de 2016 o Avaí estava na 12ª colocação, oito pontos atrás do CRB, então quarto colocado. O mesmo CRB que hoje é o alvo do Cruzeiro.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments

Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
José Antonio

O Figueirense estava na 11º colocação, o falido está na 13º colocação… Ele tinha 30 pontos o falido tem 29, ele subiu com 60 pontos sendo que hoje os cálculos indicam 62 ou 63 pontos pra o acesso…. Parem de enganar essa coitadas… A briga nunca foi pra subir, sempre foi pra não cair…..

José Antonio

E quantos times que estavam na 13º posição que caíram pra SÉRIE C???? Aposto que são muitos!!!!!