Blog do Victão

Ronaldinho está em nova bandeira da torcida do Atlético. Craque perdeu a mãe no fim de semana

Uma das mais de 250 mil vítimas da Covid-19 no Brasil, Dona Miguelina, mãe de Ronaldinho Gaúcho, morreu no sábado passado (20), em Porto Alegre. Ela tem uma bonita história com a torcida do Atlético. Miguelina lutava contra um câncer, em 2012, por isso recebeu o carinho dos torcedores e foi homenageada em um jogo do Galo pelo Brasileirão. O carinho demonstrado naquele momento fez o craque fortalecer a ligação com o clube.

Leia também: Bandeira com Miguelina mudou história entre Ronaldinho e Atlético: “vou com eles até o final”

Na despedida do Galo do Campeonato Brasileiro de 2020, nesta quinta-feira (25), contra o Palmeiras, no Mineirão, mais uma vez Dona Miguelina e Ronaldinho vão estar juntos numa bandeira da Galoucura, principal torcida organizada do Atlético. Em luto pelo falecimento da mãe do craque, a torcida já colocou no Gigante da Pampulha uma bandeira para demonstrar apoio ao ex-camisa 10 do clube.

Ronaldinho Gaúcho foi jogador do Atlético entre 2012 e 2014. O jogador ficou marcado por conquistar a Copa Libertadores de 2013. Mesmo quase sete anos após a sua saída da Cidade do Galo, o craque é lembrado com muito carinho pelos torcedores.

Veja mais: Sampaoli recusou proposta árabe de R$ 52,5 milhões antes de trocar o Atlético por Marselha

Uma partida de despedida estava marcada para acontecer no final de 2019. No entanto, o momento ruim do time no Brasileirão fez o jogo ser adiado para 2020. E novamente não foi possível realizar o amistoso, dessa vez por causa da pandemia causada pelo novo coronavírus. O último jogo de Ronaldinho com a camisa do Galo acontecerá quando a presença de público estiver liberada nos estádios.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.