Blog do Victão

O que é combinado não sai caro. Olimpíada foi um atrativo para Arana acertar com o Atlético

Disputar a Olimpíada era um dos objetivos de Arana quando assinou com o Atlético (Pedro Souza/Atlético)

Guilherme Arana foi convocado para representar a seleção brasileira masculina de futebol nos Jogos Olímpicos de 2020, mas que vão ser disputados em 2021 em função da pandemia causada pelo novo coronavírus. Em uma rede social o jogador do Atlético demonstrou toda sua alegria com o chamado para defender a medalha de ouro conquistada pelo Brasil em 2016. Ao mesmo tempo, torcedores do Atlético se manifestaram com preocupação, afinal o lateral-esquerdo pode desfalcar o Galo por até dez partidas, incluindo os duelos com o Boca Juniors, pelas oitavas de final da Copa Libertadores.

Como o futebol nos Jogos Olímpicos não é organizado pela Fifa, as seleções nem sequer exibem os escudos das respectivas confederações, a competição não faz parte do calendário da entidade que rege o esporte. Por isso, os clubes não são obrigados a liberem os atletas convocados, diferentemente do que acontece com a Copa América, por exemplo. O Palmeiras não liberou o goleiro Weverton, que por isso nem sequer foi convocado. Já o Flamengo avisou que não vai ceder o atacante Pedro, também na lista de 18 convocados.

O Atlético poderia fazer o mesmo com Guilherme Arana, mas não vai. E por uma simples razão: o que é combinado não sai caro. É verdade que perder um jogador do nível do Arana por tanto tempo pode trazer consequências ruins para a sequência da temporada do Galo, mas a possibilidade de disputar a Olimpíada foi um dos atrativos que o Atlético usou para convencer o lateral que topou sair do futebol europeu para retornar ao Brasil.

Sem espaço na Atalanta, emprestado pelo Sevilla, Arana viu no Atlético a oportunidade ideal para voltar a jogar em alto nível e figurar entre os convocados para os Jogos que seriam disputados em agosto do ano passado. “Sobre as Olimpíadas é um objetivo que tenho. Mas primeiro quero fazer um bom trabalho aqui no Atlético. Se eu fizer as coisas bem aqui, posso ter certeza que vou ter uma vaga lá na frente”, disse o lateral no dia em que foi apresentado na Cidade do Galo.

Ciente de que poderia ficar muitos jogos sem seu lateral-esquerdo titular, o Atlético buscou Dodô para compor o elenco. A infelicidade neste momento é o fato de o reserva da posição ter deixado o campo machucado na vitória sobre o Internacional. Então, por mais que pareça caro neste momento, a diretoria alvinegra vai cumprir com o que foi combinado lá no começo de 2020.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments