Blog do Victão

O adeus de Victor? Jogo com o Palmeiras pode ser o último do goleiro com a camisa do Atlético

Victor está nos últimos dias de contrato e futuro ainda é um mistério (Pedro Souza/Atlético)

Victor é o maior goleiro da centenária história do Atlético. Para muitos é o jogador mais importante em quase 113 anos de clube. Protagonista na conquista da Copa Libertadores de 2013, o arqueiro tem vínculo com o Galo somente até o fim de semana. Até agora nenhum sinal do que acontecerá depois disso.

Leia também: Obsessão pelo Brasileiro pode definir futuro de Victor no Atlético. Renovação ou aposentadoria?

O goleiro vai deixar o Atlético e jogar por outro clube? Vai aceitar uma redução salarial e seguir no elenco? Ou vai se aposentar? Perguntas que podem até ter respostas, mas ainda não chegaram ao torcedor, que tem por Victor uma idolatria fora do comum.

Tanto que já existe um movimento entre atleticanos para que o camisa 1 seja o titular diante do Palmeiras, nesta quinta-feira, no Mineirão, em duelo válido pela última rodada do Campeonato Brasileiro. Como o contrato acaba no fim de semana, o duelo com o campeão da América pode ser a última oportunidade de Victor defender a meta do Galo.

Victor chegou ao Atlético durante a temporada 2012 e logo caiu nas graças da torcida, que viveu anos sem ter alguém de confiança para a posição. Em quase nove anos de Cidade do Galo já são vários títulos conquistados, sendo a Copa Libertadores e a Copa do Brasil, em 2013 e 2014, os mais importantes deles. Já são mais de 400 partidas.

O bom momento com a camisa alvinegra levou o goleiro até uma Copa do Mundo. Victor fez parte do elenco brasileiro no Mundial de 2014. Mas falta uma coisa na carreira dele. O grande sonho de Victor sempre foi conquistar o Campeonato Brasileiro. Ele esteve perto algumas vezes, por Grêmio e também pelo Galo, mas sempre bateu na trave.

Veja mais: O saldo é positivo, mas ao mesmo tempo o trabalho de Sampaoli no Atlético decepcionou

Ganhar o Brasileirão é tratado como obsessão por ele. Victor não é titular do Atlético desde julho de 2019. Mesmo fora do time jamais perdeu o papel de líder do elenco. Sempre deu moral para os goleiros que chegaram, casos mais recentes de Rafael e Everson.

Terceira opção de Jorge Sampaoli, Victor tem um dos maiores salários do elenco. Hoje é um valor que não se justifica para um reserva. O sonho de ganhar o Brasileirão e a influência positiva no vestiário podem fazer com que Victor fique mais alguns meses na Cidade do Galo, dentro de um salário condizente com o momento.

Renovação, saída ou aposentadoria. Seja qual for a escolha, o atleticano saberá muito em breve. Por enquanto a torcida é para que Victor seja o titular nesta quinta (25) e, se for o caso, tenha uma despedida como merece, por tudo o que fez em quase nove anos de Galo.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments