Blog do Victão

Luxa repete início de Felipão. Desafio do Cruzeiro é manter aproveitamento que garante o acesso

Como Felipão: Luxa venceu três e empatou duas nos primeiros cinco jogos (Bruno Haddad/Cruzeiro)

O Cruzeiro venceu pela terceira vez nas últimas cinco rodadas. A evolução é nítida para quem havia vencido somente duas vezes nos 15 jogos anteriores. Desde a chegada de Vanderlei Luxemburgo foram 15 pontos disputados e 11 conquistados. Aproveitamento de 73%, exatamente o que a Raposa precisa fazer neste segundo turno da Série B do Campeonato Brasileiro para conseguir o acesso à Série A.

O bom começo de Luxa dá esperança ao torcedor, que nessa sexta-feira voltou ao Mineirão. No entanto, é preciso ir além. O desafio é manter o aproveitamento que garante o acesso, afinal de contas o cruzeirense vai lembrar de como foi bom o início de trabalho de Luiz Felipe Scolari e como terminou ruim. Felipão assumiu o comando estrelado na reta final do primeiro turno da Série B passada. Também foram três triunfos e dois empates nas primeiras cinco rodadas.

Mas não passou de um começo promissor. Depois de sair da zona do rebaixamento, o Cruzeiro se estabilizou no meio da classificação e por ali ficou. A esperança de brigar pelo acesso durou até 35ª rodada, quando a Raposa perdeu para o Juventude e a possibilidade de subir acabou.

Mas existem algumas diferenças entre 2020 e 2021 e que dão vantagem a Luxemburgo. Apesar de somar 11 dos 15 pontos que disputou, o Cruzeiro de Felipão tirou apenas um ponto para o G4. Foi de 14 para 13. Enquanto agora a equipe de Luxa está nove pontos atrás do quarto colocado e eram 13 quando o treinador chegou.

Outro ponto positivo é o número de rodadas. Luxemburgo pegou o time em 2021 uma rodada antes do que Felipão em 2020. Pode parecer pouco, mas três pontos a mais ou três pontos a menos fazem muita diferença.

A conta

O Cruzeiro precisa conquistar pelo menos 42 pontos no segundo turno, dos 57 pontos que vai disputar. É necessário aproveitamento de 73% para atingir essa marca. Justamente o desempenho cruzeirense desde a chegada de Vanderlei Luxemburgo. Com o triunfo sobre o Confiança, a Raposa ainda precisa vencer 13 vezes em 18 jogos, ou então ganhar 12 e empatar outras três.

Como conseguir? É conquistar 11 de cada 15 pontos que disputar. Com Luxa o Cruzeiro já fez isso uma vez. Muiprecisa repetir mais três vezes.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments