Blog do Victão

Futuro reforço do Galo, Vargas tem média de gols três vezes maior quando treinado por Sampaoli

Sampaoli e Vargas já trabalharam juntos na seleção chilena e na Universidad do Chile (@LaRoja)

Um bom treinador é capaz de tirar o melhor de seus atletas. Potencializar as virtudes e diminuir o efeito dos pontos fracos. Talvez nenhuma relação traduza tão bem o efeito de um técnico no desempenho de um jogador como é com Jorge Sampaoli e Eduardo Vargas. Esperado em Belo Horizonte em breve para poder assinar com o Atlético, o atacante chileno triplica sua média de gols quando está sob a tutela do comandante alvinegro.

A relação entre Vargas e Sampaoli começou em 2011, na Universidad do Chile. Sob o comando do treinador argentino a equipe chilena venceu a Copa Sul-Americana e teve Eduardo Vargas como protagonista. Até então, em três temporadas, o atacante revelado pelo Cobreloa tinha apenas 14 tentos como profissional. Logo no primeiro ano ao lado de Sampaoli foram 30 gols anotados em 50 jogos disputados.

Sucesso que se repetiu na seleção chilena. Com uma equipe bastante ofensiva e recheada de bons jogadores, Vargas era um dos destaques, embora o rendimento nos clubes já não fosse mais como era na época de Universidade do Chile. Enquanto brilhava na Roja, Vargas não tinha o mesmo desempenho com as camisas do Napoli-ITA, do Grêmio, do Valência-ESP e do Queens Park Ranges-ING.

Eduardo Vargas marcou 23 gols em 37 jogos nos quatro anos em que Jorge Sampaoli ficou no comando da seleção chilena. Juntos eles conquistaram a Copa América de 2015, o primeiro título do Chile. No mesmo período, pelos clubes citados acima, o avançado disputou 99 partidas e marcou 21 vezes.

Os números da carreira de Vargas deixam evidente como o atacante se transforma quando treinado por Sampaoli. São 521 jogos e 147 gols como profissional, por oito clubes e a seleção nacional. Vargas tem média de 0,28 gol por partida ou um gol a cada 3,5 jogos. Média que fica ainda pior tirando os jogos com o técnico argentina. Cai para 0,21 gol por partida ou um gol a cada 4,5 jogos.

Já ao lado de Sampaoli a média de gols de Vargas fica três vezes maior, vai para 0,6 por partida ou um gol a cada um jogo e meio. O atacante entrou em campo 87 vezes sob o comando de Sampaoli, somando os números por Universidad do Chile e seleção chilena, e marcou 53 vezes. Bom para o Galo, que vai unir os dois mais uma vez.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Notícias
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments