Blog do Victão

Erro do Atlético na escalação tirou Sasha do jogo: troca por Vargas e Savarino buscado às pressas no vestiário

Vargas comemora um dos gols de Hulk diante do América de Cáli (Pedro Souza/Atlético)

Um erro do Atlético tirou o atacante Eduardo Sasha da partida diante do América de Cáli, de Colômbia, pela Copa Libertadores. Na escalação passada para a Conmebol e divulgada uma hora antes da partida, o camisa 18 constava como titular, na vaga de Vargas.

Algo corrigido momentos antes de a bola rolar no Mineirão. Cerca de 20 minutos antes o clube informou que aconteceu um erro. Vargas seria o titular, ao contrário do que estava na escalação. A troca antes da partida é permitida, mas tirou Sasha do confronto com a equipe colombiana.

O regulamento da Libertadores permite alterações na escalação inicial antes de a partida começar. Embora a troca não seja computada como uma das cinco mudanças que o técnico tem direito de fazer durante o jogo, o jogador substituído não pode ser utilizado mais. E foi o que aconteceu com Sasha.

Ao dar lugar para Vargas, Sasha foi substituído. A presença dele no banco de reservas é permitida, afinal ele foi relacionado e até mesmo participou do sorteio para o controle do antidoping. Mas Sasha não poderia entrar na partida e a comissão técnica do Atlético não sabia deste detalhe.

Savarino volta correndo para o segundo tempo

Depois do primeiro tempo empatado sem gols, Hulk voltou para a etapa final, no lugar de Vargas e fez os dois gols. Mas a troca de Vargas por Hulk não seria a única alteração do Galo no intervalo. Sasha também entraria na partida. O atacante aqueceu e estava pronto para substituir Savarino quando foi avisado que não poderia jogar.

Com a troca impedida pela Conmebol, uma vez que Sasha já tinha sido substituído, Savarino foi buscado às pressas no vestiário. Como ele e Vargas deixaram a partida, eles nem sequer retornaram para o campo. No fim, deu até certo. O venezuelano deu uma bela assistência, de calcanhar, para o segundo gol de Hulk.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments