Blog do Victão

Emerson assinou com André Cury antes de sair do Atlético e terá de pagar R$ 4,5 milhões para antigos agentes

Emerson disputou um Campeonato Brasileiro pelo Atlético (Bruno Cantini/Atlético)

Destaque do Atlético no Campeonato Brasileiro de 2018, o lateral-direito Emerson foi vendido no começo do ano seguinte para o Barcelona. A compra foi casada entre o clube catalão e o Real Bétis, equipe que o brasileiro defendeu desde que deixou a Cidade do Galo. A operação teve participação de André Cury, que na época agenciava o atleta.

Cerca de dois anos e meio depois da transferência, Emerson foi condenado pela Justiça a pagar R$ 4,5 milhões para as empresas G3 e Argos Gestão, que eram responsáveis pela carreira dele na época em que trocou a Ponte Preta pelo Atlético. A Justiça acatou o pedido dos antigos agentes do lateral, que rompeu o vínculo sem uma justificativa para poder assinar com André Cury.

A condenação saiu na última sexta-feira (28) e cabe recurso por parte da G3 e da Argos Gestão. A multa de rescisão entre Emerson e os antigos agentes era de 10% do valor do contrato seguinte que fosse assinado pelo atleta. No caso, o lateral assinou com o Barcelona depois que deixou o Atlético e R$ 4,5 milhões é menos do que 10% do acordo que ele tem com o clube espanhol.

Embora a ação seja contra Emerson, André Cury é solidário e pode ajudar no pagamento. Isso será acertado entre agente e jogador.

Depois de duas temporadas e meia no Bétis, Emerson deve ser aproveitado pelo Barcelona. O que é uma boa notícia para o Atlético. Caso o lateral dispute pelo menos 30 partidas pelo clube catalão o Galo vai receber mais um milhão deu euros (cerca de R$ 6,3 milhões). Emerson foi vendido em janeiro de 2019 por R$ 50,8 milhões e o Atlético ficou com aproximadamente R$ 32 milhões.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Notícias

All Comments