Blog do Victão

Cruzeiro precisa abrir espaço na folha salarial para poder reforçar o elenco. Pottker puxa a fila

William Pottker está próximo de trocar o Cruzeiro por clube dos Emirados Árabes (Gustavo Aleixo/Cruzeiro)

Permanecer mais uma temporada na Série B não é uma opção para o Cruzeiro. O técnico Felipe Conceição usou o Campeonato Mineiro como preparação para a competição nacional, que começa no fim deste mês. Um time a Raposa já tem. Mas ainda falta alguma coisa, como jogadores com maior qualidade e um elenco mais qualificado. Tudo para não correr o risco de terminar a temporada sem o acesso.

No entanto, é de ciência de todos que a situação financeira é outro adversário cruzeirense nesta Série B. A diretoria sabe que precisa contratar, mas o orçamento é limitado. Para chegar reforços, é preciso que alguns atletas que estão na Toca da Raposa deixem o clube. Nem que seja por empréstimo, como é o caso do atacante William Pottker.

O jogador ficou fora das últimas atividades e está perto de ser anunciado pelo Al Wasl, dos Emirados Árabes. A saída de Pottker será um alívio importante da folha salarial da Raposa e abre espaço para a chegada de um ou até dois reforços.

Além de Pottker, o Cruzeiro trabalha para liberar outras jogadores com salários altos e que não estão nos planos do técnico Felipe Conceição ou não estão entre as primeiras opções. O zagueiro Léo, os volantes Henrique e Ariel Cabral e o atacante Marcelo Moreno são alguns desses casos.

Com Pottker e todos os outros citados, a economia mensal será superior a R$ 1 milhão. O que dá margem para que a diretoria tenha margem para entregar os reforços já pedidos por Felipe Conceição.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments