Blog do Victão

Cruzeiro perdeu R$ 3,6 milhões ao vender Orejuela para o São Paulo e não para o Grêmio

Venda tardia de Orejuela fez o Cruzeiro perder dinheiro (Bruno Haddad/Cruzeiro)

Orejuela esteve emprestado ao Grêmio até o fim de 2020. A equipe gaúcha queria manter o lateral-direito do Cruzeiro de forma definitiva. Mas não conseguiu. Os dois clubes negociaram, para que ao invés de R$ 21 milhões, o clube tricolor pagasse menos.

Com grave dificuldade financeira, a Raposa se mostrou disposta a dar um desconto, desde que recebesse a quantia em menos parcelas. Pelo acordo inicial, feito ainda na época do Conselho Gestor, Grêmio poderia pagar os R$ 21 milhões em 24 meses.

Os gaúchos chegaram a oferecer R$ 12 milhões, em 12 prestações mensais. Por fim, a venda estava encaminhada por R$ 17 milhões. Porém, não teve acerto. E foi por detalhes. Com isso, Orejuela retornou à Toca da Raposa e ficou treinando por cerca de dois meses, até ser negociado com outro tricolor. O que custou certa de R$ 800 mil para o clube mineiro.

O lateral colombiano está perto de ser anunciado pelo São Paulo. De acordo com os repórteres Artur Moraes e Josias Pereira, da Rádio Super 91,7 FM e do jornal O Tempo, a Raposa vai receber R$ 13,5 milhões pelo lateral. Além de ter perdoada uma dívida de R$ 700 mil com o Tricolor paulista, pelo empréstimo do meia Everton Felipe.

Como chegar na conta de R$ 3,6 mihões

Além de não receber os R$ 17 milhões que o Grêmio se mostrou disposto a pagar em dezembro, o Cruzeiro ficou pressionado a negociar Orejuela por menos dinheiro. Com salários atrasados para pagar e um jogador caro sem jogar, foi preciso fazer um acerto o quanto antes.

A operação total com o São Paulo gira em torno de R$ 14,2 milhões. Contando os dois meses de salários que o clube teve de pagar durante a permanência do lateral na Toca da Raposa, o saldo final entre não vender para o Grêmio e vender para o São Paulo foi de menos R$ 3,6 milhões.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments