Blog do Victão

Cruzeiro de Luxemburgo precisa repetir Atlético de 2006 para conseguir o acesso na Série B

Luxemburgo tem 66% de aproveitamento desde que voltou ao Cruzeiro (Bruno Haddad/Cruzeiro)

A vitória por 1 a 0 sobre o Náutico e a sequência invicta na Série B, já são seis partidas sem perder, dão um ânimo novo ao Cruzeiro para o segundo turno da competição. A Raposa ainda está muito distante do G4 (dez pontos por enquanto, já que a rodada 19 ainda não terminou), mas o sonho do acesso permanece e assim tem que ser. Embora seja uma tarefa complicada, não é impossível buscar mais de 40 pontos no segundo turno. Outros clubes já fizeram a campanha que o Cruzeiro precisa fazer.

Entre eles está o rival Atlético, que disputou a Série B em 2006. Naquele ano o time comandado por Levir Culpi terminou o primeiro turno com 29 pontos, na sexta colocação. Para buscar o acesso e o título da competição, a equipe alvinegra fez um segundo turno acima do normal. Foram 42 pontos conquistados em 57 possíveis, com 13 triunfos, três empates e apenas três derrotas. O Atlético terminou a Série B com 71 pontos.

É justamente o que Cruzeiro precisa fazer neste segundo turno para conseguir o acesso. A Raposa soma 21 pontos e precisa chegar a pelo menos aos 63, de acordo com a projeção de momento. Portanto, tem de vencer 13 vezes e empatar outras três, assim como fez o Atlético 15 anos atrás.

Mas, para atingir a marca necessária, o Cruzeiro de Vanderlei Luxemburgo terá terá de melhorar. Não só o futebol apresentado, como também o aproveitamento de pontos. Embora esteja invicto sob o comando Luxa, com duas vitórias e dois empates, o aproveitamento de 66% não é suficiente. É preciso conquistar mais do que oito pontos a cada 12 disputados.

De acordo com o site Probabilidades do Futebol, o Cruzeiro tem 1,4% de chance de acesso.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments