Blog do Victão

Comportamento da torcida do Cruzeiro pode ser fundamental para Atlético x Palmeiras ter público

Jogo com o CRB, em 11/03/2020 foi a última vez do cruzeirense no estádio (Gustavo Aleixo/Cruzeiro)

Um ano e cinco meses depois o Mineirão voltou a receber público. Pouco mais de 17 mil atleticanos estiveram presente no confronto com o River Plate, pelas quartas de final da Copa Libertadores. Não há duvidas que uma partida de futebol fica muito melhor para assistir quando os torcedores estão presentes. A reação a cada lance, o momento do gol. Enfim, é tudo melhor do que aquela comemoração diante do concreto frio e vazio. Mas nem tudo foi bom.

As imagens do entorno do Mineirão, com atleticanos aglomerados na Rua do Peixe e muitos deles sem máscaras, ligaram o sinal de alerta. Afinal de contas, ainda estamos vivendo uma pandemia. Somente cerca de 25% da população brasileira está plenamente vacinada. O número de mortes por Covid-19 segue alto, a média diária dos últimos sete dias está acima de 800 mortes. Especialistas alertam que a variante delta do vírus pode fazer com que o número de casos aumente nos próximos dias. Portanto, a luta está longe de terminar.

Depois do Atlético, chegou a vez do Cruzeiro também ter o retorno de sua torcida. Mas após tudo o que vimos na última quarta-feira, a Prefeitura de Belo Horizonte se reuniu com os clubes da capital para fazer algumas alterações no protocolo. O prefeito Alexandre Kalil chegou a falar em proibir novamente a presença de público nos estádios, mas o futebol vai receber uma nova chance. Veja aqui o que mudou de Atlético x River Plate para Cruzeiro x Confiança.

Com as novas regras e a promessa de uma fiscalização mais rígida, a PBH espera que as cenas vistas na quarta passada não se repitam. E caso isso aconteça, o Atlético não terá problemas para contar com seu torcedor diante do Palmeiras, na semifinal da Copa Libertadores. Como a partida está marcada para setembro e a presença de público na Série A ainda não está liberada, o atleticano vai depender do comportamento do cruzeirense para estar no Mineirão na partida que vai decidir um finalista da Libertadores.

Cruzeiro quatro vezes até lá

Como o Atlético não pode levar seu torcedor nos jogos do Brasileirão, os testes para saber se as novas normas para a presença de público vão funcionar ficará a cargo do Cruzeiro. Até o rival jogar pela semifinal da Libertadores, a Raposa vai entrar em campo quatro vezes como mandante na Série B. Além do jogo desta sexta-feira à noite, contra o Confiança, o time estrelado também vai receber a Ponte Preta (7/9), Operário (18/9*) e CSA (25/9*).

*A tabela ainda não foi desmembrada pela CBF e os jogos podem mudar de data.

E como o Cruzeiro pode ter público?

Assim como acontece na Série A do Campeonato Brasileiro, na Série B também não pode ter público. Mas o Cruzeiro conseguiu uma liminar no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para contar com o seu torcedor no estádio, já que em Belo Horizonte não existe mais a proibição para venda de ingressos (limitado a 30% da capacidade do estádio).

Além disso, o Cruzeiro estava punido com cinco jogos com portões fechados em função dos acontecimentos da última rodada do Brasileirão de 2019. A punição só passaria a contar a partir de o momento que os torcedores estivessem de volta aos estádios. Mas como o departamento jurídico da Raposa conseguiu a liminar para ter os torcedores no estádio e uma redução de cinco para três jogos com portões fechados, o cruzeirense poderá acompanhar no Mineirão todo o segundo turno da Série B. A não ser que a liminar cruzeirense seja derrubada ou então uma nova liminar do STJD vete a presença de público nos jogos do Cruzeiro.

A pena foi cumprida diante de Londrina, Vitória e Sampaio Corrêa.

Atlético pode ter público na Copa do Brasil

Em 16 de setembro o Atlético vai receber o Fluminense, pelo duelo de volta das quartas de final da Copa do Brasil. Existe a possibilidade de que o confronto com o Tricolor carioca tenha público. É interesse da CBF que os torcedores tenham acesso aos estádios nesta etapa do torneio. No entanto, assim como acontece no Brasileirão, o público só estará presente se todos os clubes puderem fazer seus jogos com torcida. E, por enquanto, ainda não uma definição sobre ter ou não venda de ingressos para as quartas da Copa do Brasil.

Mas como o aumento de casos no Rio de Janeiro, provocado pela variante delta, dificilmente o Fluminense e o Flamengo vão ter liberação para jogar com público no Maracanã. Por enquanto, a situação segue sem uma definição.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments