Blog do Victão

Atlético na Copa do Brasil: R$ 15,7 milhões entre 2018 e 2020 e R$ 15,1 milhões somente em 2021

Boa fase em campo faz Atlético receber bons valores em prêmios (Pedro Souza/Atlético)

O Atlético está de volta à semifinal da Copa do Brasil depois de quatro anos de ausência. Muita coisa mudou desde 2016, a última vez que o Galo figurou entre os quatro finalistas do torneio. Entre as principais alterações está a premiação, que subiu consideravelmente. Cinco anos atrás o Atlético recebeu R$ 5 milhões por toda a campanha que começou nas oitavas de final e terminou com o vice-campeonato. Agora, por três fases disputadas e mais uma por jogar, o Galo já garantiu mais de R$ 15 milhões.

Mas não é apenas pela valorização da Copa do Brasil que o faturamento atleticano se destaca. As grandes cotas do torneio começaram em 2018, mas desde então o Galo não fazia bonito na competição. Nas três temporadas anteriores, quando a Copa do Brasil passou a ter prêmios generosos, o Atlético acumulou fracassos no torneio e, consequentemente, pouca receita de premiação.

Somando 2018, 2019 e 2020 o Galo faturou R$ 15,7 milhões em prêmios. E foi justamente um vexame na edição passada que mudou o rumo do Alvinegro. A queda precoce para o Afogados-PE, na segunda fase, causou uma verdadeira revolução na Cidade do Galo. Troca de treinador, de dirigentes e de boa parte do elenco. Desde o fim de fevereiro de 2020 o Atlético deixou de ser coadjuvante para voltar a ser protagonista no futebol nacional, impulsionado por dinheiro dos mecenas.

O retorno técnico é acompanhado do retorno financeiro. Não apenas na Copa do Brasil, mas também no Brasileiro e na Copa Libertadores. Somadas as três competições o Galo pode faturar mais de R$ 200 milhões. Na Copa do Brasil, por exemplo, o Atlético pode receber mais R$ 56 milhões em caso de título.

Veja abaixo quanto o Atlético faturou em cada fase da Copa do Brasil desde 2018

Ano1ª Fase2ª Fase3ª Fase4ª FaseOitavas de finalQuartas de finalSemifinalTotal arrecadado
2018R$ 1 milhãoR$ 1,2 milhãoR$ 1,4 milhãoR$ 1,8 milhão2,4 milhõesR$ 7,8 milhões
2019R$ 2,5 milhõesR$ 3,15 milhõesR$ 5,65 milhões
2020R$ 950 milR$ 1,3 milhãoR$ 2,25 milhões
2021R$ 1,7 milhão-*2,7 milhões3,45 milhõesR$ 7,3 milhõesR$ 15,15 milhões

*A CBF antecipou a entrada dos clubes que disputam a Libertadores e acabou com a quarta fase da Copa do Brasil

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments