Blog do Victão

Além do pagar o PSTC, Cruzeiro vai depender de agilidade da CBF para ter reforços na estreia

Alan Ruschel ainda não está regularizado pelo Cruzeiro ( Igor Sales /Cruzeiro)

Neste sábado, às 16h30, no Estádio Parque do Sabiá, em Uberlândia, começa a temporada 2021 do Cruzeiro. A Raposa enfrenta o próprio Uberlândia na rodada de abertura do Campeonato Mineiro. Restando poucas horas para o confronto, o técnico Felipe Conceição não sabe com quais reforços ele vai poder contar.

Leia também: A uma semana da estreia do Cruzeiro no Mineiro, Felipe Conceição não sabe quem vai poder jogar

Até o momento o Cruzeiro fez seis contratações para 2021. O lateral Alan Ruschel, os volantes Matheus Barbosa e Matheus Neris, o meia Marcinho e os atacantes Bruno José e Felipe Augusto. Todos já treinam na Toca da Raposa, desde a semana passada, mas nenhum está regularizado ainda.

A explicação é uma punição que o clube mineiro recebeu em novembro do ano passado, por não passar parte da venda do zagueiro Bruno Viana, para o Olympiacos, da Grécia, em agosto de 2016, ao PSTC. A equipe paranaense teria direito a 20% do valor da transferência, cerca de R$ 1,3 milhão.

Por uma determinação da Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD) o Cruzeiro está impedido de fazer novos registros de atletas até que quite o débito com o PSTC. A dívida que era de R$ 1,3 milhão já está em torno de R$ 2,4 milhões. Os departamentos jurídicos dos dois clubes costuram um acordo para que o imbróglio seja resolvido o mais rápido possível, como noticiou o repórter Tiago Matar, do Superesportes.

E é aí que entra outro problema. Mesmo que efetue o pagamento nesta quinta-feira (25) e consiga derrubar a punição do CNRD, o Cruzeiro vai ficar nas mãos da CBF. De acordo com o Regulamento Nacional de Registro e Transferência de Atletas de Futebol (RNRTAF), a entidade tem até 48 horas para analisar a documentação e confirmar o registro.

Um tempo que a Raposa não tem mais. De acordo com o regulamento do Campeonato Mineiro, o atleta precisa ter o nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF até o último dia útil antes da partida. Neste caso, todos os reforços estrelados precisam estar inscritos até o início da noite desta sexta-feira (26). Portanto, antes do limite estipulado pela própria CBF.

Veja mais: Trocas de técnicos custaram mais de R$ 5 milhões ao Cruzeiro desde 2019, fora os salários

Assim que resolver a pendência com o PSTC o Cruzeiro vai enviar a documentação para a Federação Mineira de Futebol, que é a responsável por repassar o material para a CBF. A entidade máxima do futebol nacional determina até 48 horas para analisar todos os documentos, trabalho que é feito através da Diretoria de Registro, Transferência e Licenciamento (DRT).

Como o prazo de 48 horas é um limite, não um tempo mínimo, é até possível que o técnico Felipe Conceição tenha todos os reforços à disposição para o duelo com o Uberlândia, desde que o Cruzeiro quite o que deve para o PSTC e a documentação de todos os jogadores não esteja com problema. Mas nesta altura dos acontecimentos, é uma situação que não depende mais apenas da Raposa.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments