Blog do Victão

O resgate frustrado da camisa usada por Victor contra o Tijuana. Peça está no México até hoje

Lance icônico de Victor virou até bandeira (Bruno Cantini/Atlético)

Victor atuou pelo Atlético em 424 partidas. De todas as camisas que vestiu, certamente aquela que usou em 30 de maio de 2013 tem o maior valor financeiro e sentimental para os atleticanos. E a camisa que usou quando defendeu o pênalti batido por Riascos não está no Brasil. Está no México.

Leia também: Atlético pode dar a Victor despedida diante da torcida e na Arena MRV. Ideia está na fase inicial

Enquanto era festejado pelos companheiros e funcionários do clube, Victor foi abordado pelo atacante Alfredo Moreno e trocou de camisa com o número 9 do Tijuana. O ex-goleiro atleticano guarda até hoje o uniforme usado pelo argentino naturalizado mexicano.

Já a camisa utilizada por ele, considerada um tesouro para os atleticanos, uma peça de museu, segue no México.

Uma peça de museu. Foi com essa abordagem que o jornalista Lucas Ragazzi, hoje na 98 FM, entrou em contato com Alfredo Moreno, em 2014, pouco antes da defesa de Victor completar um ano. Com suporte de funcionários do Atlético, a tentativa era recuperar a camisa de Victor pensando no museu do clube (que ainda não saiu do papel).

Moreno foi bastante solicito num primeiro momento e não mostrou muito apego ao item. Afinal, para ele é apenas mais uma camisa usada por algum adversário durante os quase 20 anos que teve como jogador profissional. Inicialmente, o atacante fez somente um pedido: queria em troca uma camisa do Ronaldinho Gaúcho, então o 10 do Galo.

Fácil. Afinal Ronaldinho ainda estava na Cidade do Galo.

No entanto, a cada contato que Ragazzi fazia para acertar a troca das camisas, Moreno chegava com uma nova exigência. Foi então que a camisa de Ronaldinho simplesmente não era mais o bastante. O ex-atacnate pediu que o item estivesse assinado por R10. Pedido atendido mais uma vez.

Um novo contato para finalmente acertar a troca e… Nada feito. Moreno queria a camisa da Ronaldinho, autografada e com dedicatória.

Dias depois e a camisa assinada por Ronaldinho e com dedicatória já não era o suficiente. Alfredo Moreno pediu que fosse uma peça utilizada por R10 durante uma partida do Atlético…

Exigências a cada contato e falta de paciência

Moreno com a camisa de Victor, em foto enviada ao ge (Arquivo pessoal)

Se Alfredo Moreno se mostrou aberto no começo da conversa, com o passar o tempo a postura foi de quem não tinha mais interesse em fazer a troca, afinal de contas a cada contato um novo pedido, uma nova exigência. Cada solicitação mais difícil do que a anterior. Isso cansou e fez com que os envolvidos no processo perderem a paciência.

Assim, a mais importante camisa usada por Victor segue no México. No ano passado, através dos jornalistas Frederico Ribeiro, Guilherme Frossard e Rodrigo Fonseca, o ge, localizou Moreno. Também aposentado, desde 2018, o atacante comentou sobre a possibilidade de leiloar a camisa do Victor.

Camisa de Riascos está com Luan

Assim como a camisa usada por Victor naquele 30 de maio de 2013, a camisa de Riascos também tem um enorme valor para o atleticano. O atacante colombiano trocou de uniforme com Luan.

O meia-atacante que defendeu o Galo entre 2013 e 2019 guarda o item em um lugar especial. Não só a camisa de Riascos, Luan tem o hábito de guardar recordações de partidas históricas, como a chuteira que usou quando fez o gol da classificação do Atlético à final da Copa Brasil, diante do Flamengo, e a camisa que usou no primeiro jogo com o Tijuana.

Se o empate em 1 a 1 foi o bastante para o Atlético, no jogo da volta, em Belo Horizonte, foi por causa do gol marcado por Luan, no México. A partida de ida, em Tijuana, terminou empatada em 2 a 2, e o gol atleticano foi anotado pelo camisa 27, já nos minutos finais.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Especiais

All Comments